Outras Questões

Bendito seja o Irmão que abandonou a Irmandade

Por Augusto Fortes

Ao longo desses meses em que trabalhamos a “causa” dos toqueiros, que chega a população quase que como um apelo – “Vejam como amamos os pobres!” – algumas perguntas não obtiveram respostas, ou se as obtiveram, foram simples preceitos quase sonoramente cantados pela perfeição da “decoreba” aplicada. Mas em uma das minhas voltas à minha realidade, que não é a dos toqueiros afinal sou gente comum, me lembrei de uma entrevista com um Irmão Consagrado da Toca que me alertou para um fato que, até então não tinha tomado ciência. É sobre a ordenação do primeiro toqueiro como padre.
São três votos que compõem a estrutura sacerdotal de um toqueiro: obediência, castidade e pobreza.

Concordo que um padre deve ser obediente, casto, mas também enxergo que passa longe dos ideais dos toqueiros, uma vez que o padre tem uma morada fixa, desfruta de luxos como boas refeições, transporte, empregados e dinheiro. O que o sacerdote quiser, ele pode ter contanto que não desrespeite os votos de obediência e castidade. Não há mal em viajar, aproveitar um período de férias, pregar em outras paróquias ou até mesmo se divertir em momentos de folga na casa dos amigos conquistados ao longo de sua trajetória sacerdotal. Sem esquecer dos padres prefeitos, deputados, partidários e afins.

O meu ponto de vista aqui só serve para lembrar que a vida de um toqueiro se difere, e muito, da vida de um padre. Então, será que a ordenação do homem comum Rogério, consagrado toqueiro como irmão Rafael, agora novamente Rogério, mas como padre – é que uma vez toqueiro ordenado Irmão Consagrado, abandona-se a verdadeira identidade para ganhar uma nova vida, no caso dele de Rogério para Rafael e agora novamente Rogério –, não é uma afronta ao sistema que o lançou à vida religiosa e pela qual seguiu seu chamado? E será que assim como um adolescente muda de opiniões pelo furor das oportunidades que o mundo lhe reserva, o mesmo Irmão Consagrado, certo de sua vida de toqueiro obediente, casto e pobre mudou de opinião com relação a sua vocação e preferiu os lençóis aconchegantes, a farta refeição, o calor da companhia dos amigos e a liberdade de poder descansar em férias e passeios quando assim seu corpo pedir? Ou ainda assim dormirá no meio dos menos favorecidos, se sentará à mesa com eles para se alimentar e pregará nas ruas, onde não há a pompa e os adornos áureos existentes em suas capelas?
E se outros toqueiros passarem a aderir à nova moda de se consagrar padre, como ficará a instituição? E as forças pregadas por eles? Para onde iria o voto de pobreza?
Com tantas perguntas, talvez esta não seja uma grande conquista da Toca de Assis e sim o começo da desestrutura de uma grande ordem.

2 comentários

Filed under Opinião

2 responses to “Outras Questões

  1. Warley Rocha

    Pax et bonum!

    Irmão, o Pe. Rogério continua como toqueiro – afinal de contas ele é co-fundador; E deve continuar, se quiser ir até o fim como um Filho da Pobreza do Santissimo Sacramento, obediende aos três votos da fraternidade: Castidade, POBREZA e Obediência. Ele até pode mudar de opinião, mas se estas não comungarem do Carisma, infelizmente terá q se desligar do INSTITUTO, a não ser se o fundador admiti-las.
    Não te esqueças a Toca tem um fundador: Padre Roberto Lettieri. E se depender dele continuará na radicalidade do CARISMA conforme o que o Evangelho de Nosso Senhor o INSPIROU.
    O futuro da Toca pertence ao Esposo de nossas almas, o Fiel Pelicano, o Doce e Eterno Jesus Sacramentado.

    “…tenho a certeza que o que sai do coração do Pastor enche o coração das ovelhas de um amor cada vez maior e mais forte por Jesus!
    Que a Toca não perca a INOCÊNCIA por causa do ORGULHO, CIÚMES, INVEJA, maledicência, espírito de comparação, impureza, vaidade espiritual!Amada Saudades minha,Nosso carisma é lindo.Nossa vida fraterna é linda!Nossos Leigos(as) ao nosso redor são um presente do Céu!Vivamos o valor da Amizade! Não percam tempo com aquilo que não dá ao teu coração o Amor! E a bendita Ação de Graças, e Gratidão!”
    (Pe. Roberto Lettieri)

    “Este ponto é de capital importância, e a chave para renovar e revitalizar nossas congregações, atrair vocações e cumprir nossas obrigações para com os jovens que eventualmente ingressem em nossas famílias religiosas.
    O Concílio insiste neste ponto.
    Devemos garantir que, em nossas congregações, a vida seja plenamente católica e inteiramente alinhada ao carisma do fundador ou fundadora.
    Nesta matéria, não pode haver contradição, uma vez que o carisma foi dado aos fundadores no contexto da Igreja e foi submetido à aprovação da Igreja. Muitas congregações estão fazendo vigorosos esforços nesse sentido. […]”

    (Cardeal Franc Rodé, CM Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica)

    E para encerrar este comentário, despeço-me com mais uma frase do Padre Roberto Lettieri:

    “O Senhor nos dê a graça de ver a ação do Espírito Santo em tudo o que nos acontece, mesmo quando as circunstâncias ao redor falarem todo o contrário”.

    • Toqueiro.......

      Me desculpe… seus comentários sobre o padre Rogério são agressivos, pois você liga o fato de ser sacerdote diretamente a falta de pobreza. Me parece que sua visão sobre a grandiosidade do sacerdócio esta bastante afetada. Afinal não é possível ser PADRE e ser POBRE??? É muito fácil fazer conjecturas aleatórias de fora…talvez se você conhecesse por dentro as dificuldades, lutas, conquistas e alegrias da Toca, seria melhor emitir opiniões publicas, que manipulam as pessoas que as leem.
      A outra entrevista la do inicio do BLOG, também foi feita sem discernimento em varias perguntas, como perguntar se ha divisões entre eles, se bebemos vinho (grande piada…), se ha casos de homossexualismo e se alguém pecou contra a castidade…meu amigo, peço mais respeito para com este Instituto da Santa Igreja e com os seus membros. Porque não ressaltar o que ha de mais belo, em vez de cavocar e tentar encontrar o que não presta…isso não vem de Deus. Não queira semear mais “cizanha” no povo de Deus. Agradeço ao vocacionado que em todas as suas perguntas indevidas preservou este Instituto que se doa pela Santa Igreja e tanto é apedrejado.

      “Jesus Sacramentado Nosso Deus Amado”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s